Português
Português
Golden Visa
 

Golden Visa de Portugal em 2024 — Guia Essencial para as Actualizações do Programa

 
principe real embaixada

O programa Golden Visa em Portugal, lançado em 2012, é uma das formas mais fáceis e abrangentes para os estrangeiros investirem neste país. Algumas alterações relacionadas com as opções de investimento e outros assuntos foram feitas até ao final de 2023 e no início deste ano. Vamos explicar passo a passo para que perceba claramente o que pode esperar ao vir para Portugal.

O Golden Visa ainda existe em Portugal?

A partir de 2024, o programa Golden Visa em Portugal continua ativo, mas sofreu alterações significativas, nomeadamente no que diz respeito às opções de investimento disponíveis. Nomeadamente, a opção de investir em imóveis residenciais em áreas de alta densidade, como Lisboa, Porto e grande parte do Algarve, foi eliminada. Em vez disso, as opções de investimento centram-se agora em contribuições para fundos de capital de risco ou fundos de capital privado, donativos para artes e investigação ou criação de uma empresa com emprego local substancial.

O programa ainda atrai muitos investidores devido aos seus requisitos de residência relativamente mínimos, que permitem aos candidatos manter o seu visto com uma média de apenas sete dias por ano passados em Portugal. Esta particularidade é especialmente vantajosa para aqueles que não pretendem mudar-se permanentemente, mas querem ter a opção de uma residência na UE que pode conduzir à cidadania ao fim de cinco anos.

O que é o Golden Visa?

O Golden Visa destina-se a todos os cidadãos de países terceiros (União Europeia), do EEE (Espaço Económico Europeu) ou da Suíça que pretendam investir em Portugal sem terem de se mudar para o país. É também uma via de acesso à residência portuguesa e, eventualmente, à cidadania.

Isto oferece uma vantagem significativa para os indivíduos que pretendem a conveniência do acesso sem visto em toda a Europa, aumentando a facilidade de navegação no Espaço Schengen.

Golden Visa Portugal — Principais benefícios

O programa Golden Visa oferece vários benefícios:

  • Direitos de residência: Os investidores e as suas famílias ganham o direito de viver, trabalhar e estudar em Portugal, tendo acesso a cuidados de saúde e educação de elevada qualidade.
  • Viagens sem necessidade de visto: Desfrutar do privilégio de viajar no Espaço Schengen, permitindo a fácil circulação em 26 países europeus, quer em negócios ou lazer.
  • Possibilidade de obter a cidadania: Cinco anos mais tarde, pode qualificar-se para a cidadania portuguesa ou para a residência permanente, obtendo um passaporte europeu com o direito de viver, trabalhar e estudar em qualquer parte da União Europeia.
  • Requisitos mínimos de permanência física (cerca de 7 dias por ano): Esta é uma vantagem em relação a outros países, especialmente se não puder permanecer no país a tempo inteiro.

Requisitos para o Portugal Golden Visa

Para ser considerado para o programa do Portugal Golden Visa, existem alguns requisitos que tem de cumprir:

  • Ter um registo criminal limpo (consultar um advogado se houver preocupações).
  • Ser um cidadão não pertencente à UE, não suíço e não pertencente ao EEE.
  • Efetuar um investimento mínimo de 250.000 euros em várias vias elegíveis.
  • Passar cerca de 7 dias em Portugal por ano, garantindo pelo menos 14 dias de dois em dois anos com o seu cartão de residência.

Portugal Golden Visa — principais alterações em 2024

Este programa sofreu algumas alterações essenciais em 2024.

A mais recente revisão da Lei da Nacionalidade prevê que o período entre a apresentação de um pedido e a emissão de uma autorização de residência temporária contará para o número de anos necessários para a cidadania da UE. Naturalmente, esta alteração indica que a rapidez do pedido de cidadania é diretamente proporcional à rapidez da cidadania da UE.

Para além disso, o programa Portugal Golden Visa redefiniu os requisitos de investimento e eliminou a aquisição de imóveis e depósitos de capital para fins de investimento.

Estas alterações foram efectuadas para:

  • melhorar a eficiência do processo de pedido de autorização;
  • excluir investimentos de origem duvidosa;
  • reconhecer e compensar o tempo que um indivíduo gasta na passagem por blocos administrativos, com base em anos estipulados, tornando a cidadania um caminho mais digno e direto.

Opções de investimento com o Golden Visa de Portugal

Está a pensar onde investir com o Golden Visa? Tem muitas opções. Vamos descobrir qual a que melhor se adequa a si.

  • Subscrição de fundos: Investir um mínimo de 500.000 euros num fundo de investimento qualificado ou num fundo de capital de risco.
  • Donativos para as artes: Fazer um investimento mínimo de 250 000 euros, para apoiar a arte.
  • Donativos para actividades de investigação: Contribuir com 500.000€ para a investigação científica e tecnológica.
  • Criação de emprego: Estabelecer uma empresa que crie e mantenha pelo menos 10 postos de trabalho.
  • Empresas existentes ou novas: Investir um mínimo de 500 000 euros no capital social de uma empresa portuguesa existente ou criar uma nova empresa com pelo menos 5 trabalhadores permanentes.

O processo de candidatura ao Golden Visa

Antes de obter o Golden Visa em Portugal, é necessário passar por um processo minucioso, que deve ser efectuado passo a passo.

Comece por selecionar o seu investimento e, em seguida, certifique-se de que reúne toda a documentação necessária, incluindo o seu número de identificação fiscal (NIF). Para além disso, é crucial abrir uma conta bancária. Considere a possibilidade de contratar um advogado para prestar assistência e orientação durante todo o processo.

Depois de submeter a sua candidatura, é necessária uma primeira visita a Portugal para a recolha de dados biométricos. Se for bem sucedido, receberá o seu Golden Visa e poderá começar a tirar partido de todos os seus benefícios.

Este processo demora normalmente entre 10 a 14 meses a ser concluído.

Implicações fiscais

Uma parte vital deste processo é conhecer os impostos que pode ou não ter de pagar. Existem algumas considerações sobre o investimento em Portugal ao abrigo deste programa Golden Visa:

  1. Benefícios Fiscais:
    • Não existe qualquer responsabilidade fiscal se passar mais de 183 dias (do mesmo ano) em Portugal.
    • Pode qualificar-se para o programa fiscal de Residente Não Habitual (RNH), que oferece taxas de imposto favoráveis sobre rendimentos de origem estrangeira durante um período máximo de dez anos. No entanto, este programa sofreu algumas alterações a 1 de janeiro de 2024, e quem não tiver sido residente fiscal em Portugal nos últimos cinco anos deixará de ser elegível para os benefícios fiscais dos RNH.
  2. Obrigações fiscais:
    • Imposto sobre o rendimento: Para os residentes fiscais, Portugal tributa o rendimento mundial com taxas entre 13,25% e 48%. Os não residentes pagam apenas 25% dos rendimentos obtidos em Portugal.
    • Imposto sobre o património: Portugal não cobra imposto sobre o património, mas deve ser considerado o imposto sobre a propriedade se o valor de um imóvel exceder os 600 000 euros.
    • Imposto sucessório: Não existe imposto sucessório em Portugal. No entanto, se transmitir ou oferecer propriedades e bens a alguém fora da sua família direta, aplica-se um imposto de selo de 10% a essas transferências.

Golden Visa em Portugal — Comparação com outros países

O facto de Portugal exigir uma estadia de apenas 7 dias por ano é um dos factores mais importantes que o tornam mais atrativo para quem não procura uma mudança permanente.

Por exemplo, o Golden Visa de Portugal tem uma clara vantagem sobre o de Espanha no que respeita ao montante de investimento necessário: 250 000 euros em Portugal contra 500 000 euros em Espanha.

E isso não é tudo. São necessários 5 anos de residência para se ter direito à cidadania em Portugal, enquanto em Espanha são necessários 10 anos.

Essencialmente, o programa Golden Visa em Portugal define-se pela sua adaptabilidade, pelos requisitos de entrada acessíveis e pelos benefícios de uma potencial residência e cidadania na União Europeia.